Procópio Ferreira

Ator fluminense. Um dos mais importantes empreendedores do teatro brasileiro. João Álvaro Quental Ferreira (8/7/1898-18/6/1979) nasce na cidade do Rio de Janeiro, no Dia de São Procópio, prenome que adotaria anos mais tarde na carreira artística. Estréia em 1916 na comédia francesa L'Ange du Foyer (Amigo, Mulher e Marido), após abandonar a faculdade de direito para fazer teatro e ser expulso de casa pelo pai. O sucesso de crítica e público chega no início dos anos 20, com A Juriti, peça de Viriato Correia e Chiquinha Gonzaga. Em 1924 funda a Companhia Procópio Ferreira, na qual trabalha até meados dos anos 50 como produtor, diretor e ator principal. Famoso pela interpretação de peças de Molière, é convidado em 1945 para exibir-se em Paris. Gosta de encenar autores consagrados, como França Júnior, Martins Pena e José de Alencar, além de peças escritas especialmente para sua companhia. Interpreta um desses trabalhos - Deus Lhe Pague, de Joraci Camargo - mais de 4 mil vezes. Também atua no cinema, em filmes como Berlim na Batucada (1944), O Comprador de Fazendas (1951), O Homem dos Papagaios (1953), A Sogra (1954) e Crônica da Cidade Amada (1965). É pai da atriz Bibi Ferreira. Morre no Rio de Janeiro.


publicado por LUCIANO às 08:12