Wim Wenders


Diretor de cinema alemão (14/8/1945-). Nascido em Dusseldorf, na Alemanha, Wim Wenders ingressa, em 1963, na faculdade de medicina, pensando em seguir a mesma carreira do pai, mas não permanece muito tempo matriculado. Abandona o curso em 1964 e ingressa na faculdade de filosofia, na qual também permanece por apenas um ano. Em 1967, vai para Paris, onde faz seu primeiro curta, Schauplatze. Entre 1968 e 1972, trabalha como crítico da revista Filmkritik e do jornal Die Sueddeutsche Zeitung. Em 1971, forma a organização Filmverlag der Autoren, que permite a jovens diretores a produção e direção de seus filmes. No mesmo ano dirige O Medo do Goleiro Diante do Pênalti. Influenciado pela cultura norte-americana do pós-guerra, especialmente pelo cinema noir, aborda em seu trabalho o sentimento de isolamento e alienação, evidentes em Alice nas Cidades (1974), em O Estado das Coisas (1982) e sobretudo em Paris, Texas (1984), ganhador da Palma de Ouro no Festival de Cannes. Em 1987, filma seu maior êxito de público: Asas do Desejo, abordagem poética de uma Berlim vista pelo olhar de anjos. Em 1992, quando começa a presidir a Academia Cinematográfica Européia, sugere que a violência seja banida das salas de exibição, mas a idéia não faz sucesso. Mesmo assim, cinco anos depois, filma O Fim da Violência, feito sob encomenda para os estúdios Disney. Na década de 90, já sem tanto reconhecimento da crítica, lança Até o Fim do Mundo (1991), O Céu de Lisboa (1995), Além das Nuvens (1995), em parceria com Michelangelo Antonioni, e Buena Vista Social Club (1999), documentário sobre a banda de música cubana. Desde 1993 é professor honorário da HFF (Academia de Cinema e Televisão), em Munique. The Million Dollar Hotel (2000), Ten Minutes Older: the Trumpet (2002), The Blues (2003) e Terra da Fartura (2004) são seus mais recentes trabalhos.

publicado por LUCIANO às 17:23