Mario Vargas Llosa


Escritor peruano (28/3/1936-). Considerado um dos grandes romancistas contemporâneos. Jorge Mario Pedro Vargas Llosa nasce em Arequipa. Passa a infância em Cochabamba, na Bolívia, onde o avô vive como cônsul do Peru. Aos 14 anos, é matriculado no colégio militar Leoncio Prado, em Lima, no qual fica até os 17 anos. Dois anos mais tarde, com 19, choca a família ao se casar com sua tia Julia, 13 anos mais velha. O casamento dura pouco, mas rende o elogiado romance Tia Julia e o Escrevinhador (1978). O internato militar fornece-lhe a matéria-prima para o romance de estréia, A Cidade e os Cachorros (1963), em que discute a luta dos adolescentes para sobreviver à violência e à corrupção que impera no colégio militar. O livro é traduzido para doze línguas e confere-lhe reconhecimento internacional. É autor de A Casa Verde (1966), ambientado na selva peruana, Conversa na Catedral (1969), sobre o regime de Manuel Odria (1948-1956) e de A Guerra do Fim do Mundo (1981), inspirado na Guerra de Canudos (1896-1897), um dos episódios mais sangrentos da história brasileira. Em 1990, disputa a Presidência de seu país por uma coligação conservadora e perde no segundo turno para Alberto Fujimori. Em 1994, publica o livro O Peixe na Água: Memórias, em que analisa momentos de sua vida, da infância à derrota nas eleições presidenciais. Recebe ao longo da carreira os principais galardões literários, do prêmio Leopoldo Alas, por Os chefes, ao prêmio Cervantes, outorgado em 1994, passando pelo já mencionado Biblioteca Breve, o Formentor, o Rómulo Gallegos, o Príncipe de Asturias e o Planeta. É doutor honoris causa em uma dezena de universidades espalhadas pelo mundo. Em 2002, é nomeado presidente da Fundação Internacional para a Liberdade, entidade que reúne pessoas e instituições na América Latina, Espanha e Estados Unidos voltadas à promoção dos ideais liberais na economia e na política.



publicado por LUCIANO às 16:38