DÁRIO, O GRANDE


Imperador persa (550 a.C.-486 a.C.). Um dos principais governantes do Império Persa, fundado por Ciro, o Grande. Assume o trono em 521 a.C., após derrotar a casta de sacerdotes que assumira o poder. Dá continuidade aos planos de hegemonia universal de Ciro. Em seu governo, o Império Persa atinge a extensão máxima, chegando até a Índia. Conquista a Trácia e a Macedônia, regiões contíguas à Grécia, mas fracassa na tentativa de submeter os gregos e é derrotado na Batalha de Maratona. Também como Ciro, procura respeitar a liberdade de culto religioso e os costumes dos povos dominados. Considerado um gênio administrativo, reestrutura o império, dividindo-o em 20 regiões denominadas satrapias, com relativa autonomia mas subordinadas ao poder central. Constrói estradas que ligam essas unidades administrativas a Susa, capital do reino, onde reside o soberano. A "estrada real" entre Sardes e Susa, por exemplo, tem 2,5 mil quilômetros de extensão. Realiza importantes obras arquitetônicas em Susa: restaura fortificações, constrói um enorme salão de audiências e um palácio residencial.



publicado por LUCIANO às 07:07