GILBERTO BRAGA


Novelista carioca (1º/11/1945-). Autor de diversas telenovelas, entre elas a campeã de exportações da TV Globo, Escrava Isaura. Filho de um escrivão de polícia, Gilberto Tumscitz nasce no bairro da Tijuca, no Rio de Janeiro, e aos 10 anos muda-se com a família para Copacabana. Começa a trabalhar como bancário, em 1964, e torna-se em seguida professor particular de português, inglês e francês. Em 1968, consegue o primeiro emprego como crítico de teatro no jornal Gil Brandão. Nessa época adota o sobrenome da mãe, Braga. Em 1970, passa a escrever no jornal O Globo. Três anos mais tarde, estréia na TV Globo como autor do caso especial A Dama das Camélias 73. Em seguida escreve o episódio Praias Desertas. Sua primeira experiência em telenovelas é Corrida do Ouro, em 1974, ao lado de Lauro César Muniz. No ano seguinte, inaugura o horário das 6 na emissora com duas adaptações de obras literárias: Helena, de Machado de Assis, e Senhora, de José de Alencar. Em 1976, cria Escrava Isaura, novela baseada no romance homônimo de Bernardo Guimarães. O sucesso de sua trama Dona Xepa (1977) o faz conquistar o horário nobre, para o qual passa a escrever regularmente. Ganha projeção nacional com Dancin’ Days, de 1978. Além de novelas como Louco Amor e Corpo a Corpo, é autor de minisséries marcantes, como Anos Dourados (1986) e Anos Rebeldes (1992). Em 1999, escreve Força de um Desejo e em 2003, Celebridade.



publicado por LUCIANO às 13:42