Willem Schouten


Explorador holandês (1567?-1625). Nasce na cidade de Hoorn. Nada se sabe sobre sua vida até 1615, quando lidera a frota organizada por um comerciante de Amsterdã com o objetivo de encontrar um novo caminho para o Pacífico, e assim escapar ao monopólio da Companhia Holandesa das Índias Ocidentais sobre a rota que atravessava o estreito de Magalhães. Schouten parte de Amsterdã com dois navios, mas, quando alcança a região da Terra do Fogo, o menor se incendeia. Segue rumo ao sul por mais seis meses, contorna um cabo a que chama de Horn, em homenagem a sua cidade natal, e atravessa o estreito que batiza como Le Maire, entre a Terra do Fogo e as ilhas Antárticas, até chegar ao Pacífico. A nova rota é mais longa, porém mais fácil de atravessar que o estreito de Magalhães. Posteriormente, a passagem que descobre leva o nome do explorador inglês Francis Drake, falecido em 1596, que nem chegou a navegar por ali. A expedição prossegue e localiza novas ilhas no Pacífico Sul, entre elas Java, na Indonésia. O governo holandês nega-se a acreditar nas descobertas de Schouten e confisca a carga de seu navio, sob a acusação de infração ao monopólio da Companhia Holandesa das Índias Ocidentais. Só quando publica seus diários é que Schouten comprova a importância de suas explorações, que possibilitam novas viagens. Morre em Madagáscar.

publicado por LUCIANO às 18:10