MARCELO NEGRÃO - Jogador de vôlei paulista

Jogador de vôlei paulista. Medalha de ouro e melhor atacante nos Jogos Olímpicos de Barcelona (1992). Marcelo Teles Negrão (10/10/1972-) nasce em São Paulo e aos 2 anos muda-se para o Recife. Começa a jogar vôlei nas praias pernambucanas com o pai. Ao completar 10 anos, já mede 1,80 m (adulto, alcançaria 1,98 m) e chama a atenção de um treinador do Colégio Boa Viagem. Ganha uma bolsa de estudos e inicia de fato a carreira de jogador. Em 1987, durante o campeonato brasileiro infanto-juvenil em Recife, é convidado a jogar pelo Esporte Clube Banespa, de São Paulo. Com 14 anos, deixa a escola (interrompe os estudos no 1º ano do 2º grau) e muda-se para a cidade natal. Em 1989, é convocado para a seleção brasileira adulta pela primeira vez . Em 1991, participa da conquista do tricampeonato brasileiro e paulista pelo Banespa. É considerado o melhor atacante da Liga Mundial e transfere-se para a Itália, onde vai jogar pelo Gabeca, de Montichiari. Em 1992, ajuda o Brasil a conseguir pela primeira vez uma medalha de ouro em esporte coletivo nas Olimpíadas, em Barcelona, e é apontado como o melhor atacante do mundo. No ano seguinte, conquista a Liga Mundial, realizada no Brasil, e é considerado o melhor jogador da competição. Na Itália, passa a defender o Sisley, de Treviso, e dá ao time o inédito campeonato italiano. Em 1994, retorna ao Brasil para jogar pelo Telesp/Olympikus e é eleito o melhor sacador da Liga Mundial. Em 1996, torna-se campeão brasileiro. Seguem-se temporadas nos clubes Banespa, Philco Santo André e pelo Piaggio Roma, da Itália, até se transferir para o São Paulo Futebol Clube no início de 2000. Durante a partida do Brasil contra a Holanda pela Liga Mundial de Vôlei de 2001, Negrão rompe o tendão patelar e sofre três cirurgias no joelho. Depois de uma longa recuperação, sagra-se mais uma vez campeão brasileiro em 2003, defendendo o Ulbra, do Rio Grande do Sul, recebendo um troféu especial do Comitê Brasileiro de Vôlei por sua participação na temporada 2002/2003 da Superliga. Volta a jogar na Itália na temporada 2003/2004, desta vez pelo Bolzano. Em 2004 vai para o Japão defender o Sakai Blazers, de Osaka.



publicado por LUCIANO às 10:27