LÍBERO BADARÓ

Jornalista, político e médico italiano radicado no Brasil. Defensor do liberalismo, seu assassinato acelera o fim do Primeiro Reinado.Giovanni Baptista Líbero Badaró (1798 - 20/11/1830) nasce em Laigneglia, na Itália, e estuda medicina nas universidades de Turim e Pávia antes de se radicar em São Paulo. O sobrenome Líbero, que significa livre, é acrescentado no Brasil inspirado no seu ideal de liberdade. Destaca-se pela defesa e propaganda dos princípios liberais na imprensa paulista durante o reinado de dom Pedro I. Em 1829 funda o periódico O Observador Constitucional, segundo jornal de São Paulo, no qual faz críticas ao autoritarismo do imperador. Pela oposição firme aos governantes e pela linguagem irreverente que utiliza, o jornal é avançado para a época. Líbero Badaró é assassinado por desconhecidos na noite de 20 de novembro de 1830, durante uma manifestação promovida pelos estudantes do curso jurídico de São Paulo para comemorar a revolução liberal que depusera o rei Carlos X, da França. A primeira pessoa a socorrê-lo é o estudante de direito Emiliano Fagundes Varela, pai do futuro poeta Fagundes Varela. Pouco antes de morrer, teria dito: "Morre um liberal, mas não morre a liberdade". Sua morte acelera a crise política do Primeiro Reinado. Mais de 5 mil pessoas comparecem ao enterro e multiplicam-se os pedidos e atos pela renúncia do imperador.
publicado por LUCIANO às 11:44