J. CARLOS


Cartunista e caricaturista fluminense. Um dos mais respeitados e destacados artistas da história da imprensa brasileira.José Carlos de Brito e Cunha (18/6/1884-2/10/1950) nasce no bairro de Botafogo, no Rio de Janeiro. Abandona os estudos no Colégio São Bento para dedicar-se ao desenho. Autodidata, começa a trabalhar em 1902, na revista O Tagarela. Chama a atenção da revista O Malho, a mais importante da época, que lhe encomenda um desenho para a capa. Começa assim a carreira de um dos mais importantes cartunistas brasileiros. Estima-se que em 48 anos de carreira J.Carlos tenha produzido mais de 100 mil desenhos. Entre 1902 e 1922 trabalha para as revistas Para Todos, Fon-Fon!, Ilustração Brasileira, Século XX, O Juquinha, Cinearte, Careta, O Cruzeiro, Avenida e Revista Nacional. Suas obras são marcadas pela crítica de costumes, pelas anedotas e pelas caricaturas políticas. Entre os tipos de que mais gosta de retratar estão a Melindrosa e o Almofadinha. Dirige, entre 1922 e 1930, a área artística da empresa que edita O Malho e também das revistas O Tico-Tico e Cinearte. Para a O Tico-Tico - marco inicial das publicações infantis no Brasil -, cria a partir de 1905 os personagens Jujuba, Juquinha, Carrapicho e Lamparina. Seu perfeccionismo era tal que, para Para Todos, criava um logotipo para todas as capas que desenhava. Nos anos 30 escreve no jornal A Noite. Chega a ser convidado para trabalhar com Walt Disney, mas não aceita. Destaca-se como autor de livros infantis, como a obra Minha Babá. Mantém um ateliê de publicidade por dez anos, até morrer, de acidente vascular cerebral.



tags:
publicado por LUCIANO às 12:56