Nélson Piquet

Piloto fluminense. Primeiro brasileiro a ser tricampeão mundial de Fórmula 1. Nélson Piquet Soutto Mayor (17/8/1952-) nasce na cidade do Rio de Janeiro, filho de médico e político. Aos 7, anos vai com a família para Brasília. Começa a correr de kart aos 15 anos. Estuda em três faculdades – filosofia, engenharia e administração de empresas –, sem concluir nenhum dos cursos. Em 1975, muda-se para São Paulo. Em 1976, vence os campeonatos paulista e brasileiro de Fórmula Super V. Em 1977, vai para a Europa e consegue o terceiro lugar no campeonato europeu de Fórmula 3. Em 1978, conquista o campeonato inglês da categoria e estréia na Fórmula 1, conseguindo o vice-campeonato mundial em 1980. Sagra-se campeão mundial pela Brabham em 1981 e bicampeão em 1983. Em 1986, já na equipe Williams, obtém o terceiro lugar. Em 1987, conquista o tricampeonato mundial da categoria, também pela Williams. Em 1990, fica com a terceira colocação no final da temporada, correndo pela Benetton. Em 1992, sofre grave acidente durante os treinos para as 500 Milhas de Indianápolis de Fórmula Indy (atual Fórmula Mundial) e quebra as pernas e os pés. Submete-se a duas cirurgias para reconstituir o pé esquerdo. Volta a correr em Indianápolis em 1993, sem êxito. Casado quatro vezes, tem seis filhos. Em sua homenagem, foram batizados com seu nome os autódromos de Jacarepaguá, no Rio de Janeiro, e de Brasília. Lança, em 2001, uma escuderia em Brasília, a Piquet Sports, para competir na Fórmula 3. Com o projeto, introduz seu filho Nelsinho, então com 15 anos, na disputa da categoria F3. Depois de vencer o sul-americano de F3, em 2002, a Piquet Sports estréia na F3 inglesa, em 2003, onde Nelsinho conquista o título de campeão em 2004. Nélson Piquet possui ainda várias empresas, ligadas principalmente ao transporte de cargas e segurança.


publicado por LUCIANO às 12:15