LUÍS TRAVASSOS


Líder estudantil paulista. Um dos principais ativistas político-estudantis durante o regime militar.Luís Gonzaga Travassos da Rosa (1945-24/2/1982) nasce na cidade de São Paulo, filho de um vendedor e de uma funcionária pública. Inicia os estudos no Colégio Santo Agostinho e, como seminarista, entra em contato com a atividade política em organizações católicas progressistas. Aos 20 anos ingressa na Faculdade de Direito da Pontifícia Universidade Católica de São Paulo (PUC-SP). No ano seguinte é eleito presidente da União Estadual dos Estudantes (UEE-SP), mas é preso durante o próprio congresso da entidade. À frente da União Nacional dos Estudantes (UNE), em 1967, defende a mobilização permanente na luta contra a ditadura. É um dos organizadores da Passeata dos 100 Mil, que reúne 100 mil participantes, entre intelectuais, operários, profissionais liberais e religiosos, no centro do Rio de Janeiro, em 26 de junho de 1968. É preso em outubro do mesmo, durante um encontro da UNE em Ibiúna (SP). Em setembro de 1969 é um dos 15 presos políticos libertados em troca do resgate do embaixador norte-americano Charles Elbrick, seqüestrado por um grupo de militantes ligado às organizações de esquerda. Enviado ao México, segue depois para Cuba, Bélgica e Alemanha, onde se forma em economia pela Universidade Livre de Berlim. Após dez anos de exílio, retorna ao Brasil dois meses depois da publicação da Lei da Anistia (1979). Passa a trabalhar como tradutor de alemão e ingressa no Partido dos Trabalhadores (PT). Morre no Rio de Janeiro, vítima de um acidente de carro.



publicado por LUCIANO às 12:26