FRANZ KAFKA


Escritor tcheco de língua alemã (3/7/1883-3/6/1924). Nasce em Praga, então colônia austríaca. De família judia, é influenciado pela severidade do pai, que marca profundamente sua obra. Torna-se isolado e rebelde e, na adolescência, declara-se socialista e ateu. Conclui o curso de direito aos 23 anos. Passa a trabalhar em companhias de seguro e dedica-se paralelamente à literatura até 1917, quando a tuberculose o afasta do trabalho. É considerado um dos principais escritores da literatura moderna. Sua obra retrata a ansiedade, a alienação do homem do século XX e é marcada pelo realismo, pela crueza e pelo detalhamento com que descreve situações incomuns. Em O Processo (1925), por exemplo, o personagem principal é preso, julgado e executado por um crime que desconhece. Publica A Metamorfose (1915) e Na Colônia Penal (1919), sem alcançar repercussão. Escreve ainda O Castelo (1926) e América (1927), além de Diários (1937) e Cartas a Milena (1954). Fica famoso após a morte, em um sanatório de Kierling perto de Viena. Um amigo, Max Brod, lança a maior parte de seus escritos, contrariando instruções do autor para que os destruísse.
publicado por LUCIANO às 11:18