CLAUDE LÉVI-STRAUSS


Etnólogo belga radicado na França (28/11/1908-). Nasce em Bruxelas e estuda direito e filosofia na Universidade de Paris entre 1927 e 1932. Em 1934, aceita o convite para dar aulas de sociologia na recém-criada Universidade de São Paulo (USP), onde permanece por três anos. Visita vários grupos indígenas do Brasil central e publica um artigo sobre a organização social dos bororos. Em 1938, volta a excursionar pelo interior do país numa expedição patrocinada pelo governo francês. Leciona nos Estados Unidos (EUA) entre 1941 e 1945, fugindo da guerra na Europa. Em 1950, assume a direção do Laboratório de Antropologia Social da Universidade de Paris. Com base no estudo de mitos e rituais, identifica pontos comuns a diversas culturas e busca semelhanças estruturais entre elas. Torna-se um dos maiores nomes da linha estruturalista da antropologia social. De suas viagens pelo Brasil e, em particular, de sua experiência pessoal com tribos indígenas, extrai material para a obra Tristes Trópicos (1955). Em 1994, lança Saudades do Brasil, uma espécie de livro de memórias com fotografias feitas por ele no período em que morou no país e textos curtos sobre lembranças da época. Em 1996, publica na França Antropologia Estrutural, obra em dois volumes. Em 1997, sai no Brasil seu livro Olhar, Escutar, Ler, escrito em 1993. Em 2003 começam a ser publicados no Brasil os volumes de Mitológicas, escritos entre 1964 e 1971. Vive em Paris



publicado por LUCIANO às 13:10