William Butler Yeats


Poeta e dramaturgo irlandês (13/6/1865-28/1/1939), Prêmio Nobel de Literatura em 1923. De tendências místicas, é um exemplo raro de poeta que produz na velhice suas obras mais expressivas. Nasce em Sandymount e estuda em Dublin e em Londres. Fixando-se em Dublin, adere ao nacionalismo irlandês. Embora poeta lírico, escreve peças de teatro com características do simbolismo, de enredos tirados de lendas irlandesas, como The Countess Cathleen (A Condessa Cathleen, 1892) e The Land of Heart''s Desire (O País do Encantamento, 1894). Em 1917 casa-se com Georgie Hyde-Lees, que se revela médium espírita. O poeta, então, adere à teosofia e estuda ciências ocultas, que inspiram o poema The Wild Swans at Coole (Os Cisnes Selvagens em Coole, 1917) e o ensaio A Vision (Uma Visão, 1925), transformando radicalmente seu estilo. Tendo militado durante anos no movimento nacionalista, com a independência da Irlanda, em 1922, é eleito senador, mas decepciona seus admiradores pelas atitudes fascistas. Dois de seus maiores trabalhos são os livros de poemas The Tower (A Torre, 1928) e The Winding Stair (A Escada em Caracol, 1929). Morre em Roquebrune-Cap-Martin, na França.


publicado por LUCIANO às 15:34