Norman Mailer

Escritor e jornalista norte-americano (31/1/1923-). Desenvolve um estilo que combina reportagem jornalística com narrativa literária. Norman Kingsley Mailer nasce em Long Branch, Nova Jersey, e é educado no Brooklyn, em Nova York. Forma-se em engenharia aeronáutica na Universidade de Harvard em 1943. Inscrito nas Forças Armadas, luta durante o ano de 1944 na II Guerra Mundial (1939-1945) com as forças que controlam o oceano Pacífico. Da experiência resulta seu primeiro romance e best-seller, Os Nus e os Mortos (1948), escrito aos 25 anos e recebido como um dos melhores textos produzidos com base no conflito mundial. O escritor faz mais sucesso com livros jornalísticos do que com os de ficção. Ganha duas vezes o Prêmio Pulitzer com as obras de não-ficção The Armies of the Night, de 1968, sobre as manifestações pela paz de outubro de 1967 nos Estados Unidos (EUA), da qual o autor participa e é preso, e A Canção do Verdugo, de 1979, baseada na vida do criminoso Gary Gilmore, condenado à morte. Mailer é o fundador do jornal nova-iorquino Village Voice, que começa a circular em 1955. Desenvolve também uma obra ensaística que se inicia com a publicação de O Negro Branco, de 1957. Entre seus trabalhos mais recentes, estão Os Machões Não Dançam, de 1984, e A Luta, de 1998, um relato do histórico combate entre Muhammad Ali e George Foreman, no Zaire, em 1974. Em julho de 2000 realiza o velho sonho de ser cartunista. O jornal New York Observer publica uma página inteira com seus cartuns, alguns dos quais trazem personagens nus. Em 2002 atua em leituras de textos teatrais na Inglaterra e nos Estados Unidos. Em 2003, lança The Spooky Art: Some Thoughts About Writing, reunindo suas observações sobre o trabalho do escritor.


publicado por LUCIANO às 19:44