Octavio Frias de Oliveira


Empresário paulista. Proprietário do grupo Folha de Comunicações, responsável pela publicação do jornal Folha de S.Paulo, entre outros. Octavio Frias de Oliveira (5/8/1912-) nasce no Rio de Janeiro, filho de juiz de Direito. Até os 15 anos estuda no Colégio São Luís, de padres jesuítas, em São Paulo. É obrigado a deixar a escola particular por causa das dificuldades financeiras da família e começa a trabalhar como office-boy na Companhia de Gás de São Paulo. Treze anos depois, chega a diretor do Departamento Estadual do Serviço Público. Entre as décadas de 40 e 50, cria uma empresa para vender ações diretamente ao público, a Transaco - Transações Comerciais, negócio novo para a época. Para treinar seus vendedores -- uma equipe que chega a reunir 500 pessoas -- traduz o best-seller norte-americano Do Fracasso ao Sucesso na Arte de Vender, de Frank Bettger, e o divulga entre os funcionários. Em 1954, compra um pequeno sítio perto de São José dos Campos, no interior de São Paulo, para lazer familiar, que acaba transformando em um empreendimento avícola com plantel de 2 milhões de aves. Em sociedade com o empresário Carlos Caldeira Filho, constrói a Estação Rodoviária de São Paulo, em 1961, e compra o jornal Folha de S.Paulo em 1962. Contrata o jornalista Cláudio Abramo, responsável pela modernização de O Estado de S. Paulo, para chefiar a reportagem. O jornal apóia o golpe e o regime militar até 1973. Adota, em seguida, uma linha independente e abre suas páginas à expressão das várias tendências de opinião. A partir da década de 80, Octávio Frias transfere aos filhos o comando dos negócios, mas continua como acionista controlador do Grupo Folha. Passa a Octávio Frias Filho o cargo de diretor de Redação do jornal Folha de S. Paulo e a Luís Frias a presidência da Empresa Folha da Manhã e do Grupo que, além dos jornais e da agência de notícias, também inclui um instituto de pesquisa de opinião, uma gráfica e uma transportadora e, desde 1996, o provedor de acesso à internet Universo Online (UOL). Em 2002 recebe o título de professor hororis causa das Faculdades Integradas Alcântara Machado e passa a dirigir sua recém-inaugurada cátedra de jornalismo.


publicado por LUCIANO às 19:41