GILBERTO GIL


Compositor e cantor baiano, Ministro da Cultura do governo Lula. Um dos criadores do tropicalismo e um dos mais representativos compositores da música popular a partir dos anos 60. Gilberto Passos Gil Moreira (26/6/1942-) nasce em Salvador e passa a infância em Ituaçu, no interior da Bahia. No início dos anos 60 já compõe, enquanto cursa administração na Universidade da Bahia. Em 1962, tem, pela primeira vez, uma música gravada: Bem Devagar, com um conjunto vocal. Em 1965, casa-se com Belina e muda-se para São Paulo, onde consegue emprego na Gessy Lever. Participa do espetáculo teatral Arena Canta Bahia, de Augusto Boal. Na televisão, em 1966, destaca-se no programa O Fino da Bossa, apresentado pela cantora Elis Regina, que consagra a sua música Louvação. Grava o primeiro disco em 1967, ano em que ganha projeção no 3º Festival da MPB da TV Record (SP) com Domingo no Parque. A música traz elementos do tropicalismo, movimento que lidera junto com Caetano Veloso. Separa-se de Belina e passa a viver com a cantora Nana Caymmi. Em 1969, é preso pela ditadura militar e exila-se com Caetano em Londres. Volta em 1972, ano do disco Expresso 2222, e três anos depois lança Refazenda. Em 1977, participa do Festival da Nigéria e grava o disco Refavela, trabalho que abre uma fase com influências da música negra internacional. No início dos anos 80, conhece a atual mulher, Flora. É secretário da Cultura de Salvador, onde se elege vereador pelo PMDB e se destaca na luta pela despoluição do litoral. Em 1990, perde o filho Pedro Gil em um acidente de carro. Em 1999, ganha o Prêmio Prêmio Grammy de melhor disco na categoria world music. Em abril de 1999, sofre cirurgia para retirar calo das cordas vocais. Em 2000, faz a trilha sonora do filme nacional Eu, Tu, Eles, com clássicos do baião e três canções inéditas. Em 2001, lança um CD ao vivo, São João Vivo, gravado na Feira de São Cristóvão, reduto de nordestinos na Zona Norte do Rio de Janeiro. O disco traz clássicos de Luis Gonzaga como Asa Branca, Baião, Qui nem Jiló e O Xote das Meninas. Participa no mesmo ano do Festival Internacional de Jazz de Montreux, na Suiça ao lado de Milton Nascimento, onde apresentam o repertório do CD Gil e Milton, trabalho de parceria entre ambos lançado em 2000. Em 2002, grava as músicas de Bob Marley e lança o disco e o show Kaya N'Gan Daya. Em 2003 aceita o convite do presidente eleito, Luís Inácio Lula da Silva, e assume o Ministério da Cultura.





publicado por LUCIANO às 13:37