mais sobre mim

subscrever feeds

tags

todas as tags

Visitas Hoje

Sexta-feira, 29 DE Fevereiro DE 2008

CHARLES BAUDELAIRE


Poeta e crítico francês (9/4/1821-31/8/1867). A obra do parisiense Charles Pierre Baudelaire, pertencente ao simbolismo, questiona o excesso de moral e sentimentalismo e se opõe à vida burguesa e às convenções da época. De família rica, consome parte de sua fortuna com bebidas e mulheres. Para impedir que termine sem dinheiro, a família nomeia um tutor para supervisionar seus gastos. Em 1857 publica As Flores do Mal, obra que incorpora o grotesco à linguagem do romantismo e que o imortaliza. Condenado por ultraje à moral e aos bons costumes, é obrigado a retirar seis poemas do original. Apenas em 1911 o livro é publicado sem cortes. Como crítico de arte, reinterpreta a poesia de Victor Hugo, traz ao conhecimento do público artistas como Wagner, Goya e Manet e escreve para revistas e jornais. Suas críticas foram reunidas nos livros A Arte Romântica e Curiosidades Estéticas, ambos de 1868. Escreve Os Paraísos Artificiais, Ópio e Haxixe (1860), sobre suas experiências com drogas. Portador de sífilis, morre em Paris, em decorrência de paralisia geral.



publicado por LUCIANO às 19:13
Sexta-feira, 29 DE Fevereiro DE 2008

CHARLES CHAPLIN


Cineasta e ator inglês, um dos maiores comediantes do cinema. Charles Spencer Chaplin (6/4/1889-25/12/1977) nasce em Londres. Filho de atores, fica órfão de pai cedo e passa a infância em orfanatos. Em 1908 emprega-se em teatros de variedades e faz sucesso como mímico. Vai para os Estados Unidos (EUA) em 1913 e, um ano depois, começa a trabalhar em Hollywood. Em 1915 cria na comédia O Vagabundo seu mais famoso personagem: o vagabundo Carlitos, de bengala, chapéu-de-coco e calças largas. Tem uma vida sentimental intensa – casa-se quatro vezes, as três primeiras com estrelas do cinema. Com 54 anos, conhece a filha do teatrólogo irlandês Eugene O''Neill, Oona, de 18 anos, que se torna sua quarta mulher e com quem vive até o fim da vida, tendo seis filhos. Perseguido pelo macarthismo, muda-se em 1952 para Corsier-sur-Vevey, na Suíça. Durante a carreira, envolve-se em mais de 60 filmes, como diretor e ator. A obra que marca seu apogeu é Em Busca do Ouro (1925), em que aparece a conhecida dança dos pães. Alguns de seus filmes são considerados obras-primas da cinematografia mundial, como O Garoto (1921), ainda no tempo do cinema mudo. Depois do advento do cinema sonoro, realiza obras-primas como Luzes da Cidade (1931), em que Carlitos se apaixona por uma florista cega; Tempos Modernos (1936), que satiriza a mecanização da modernidade; e O Grande Ditador (1940), em que toma partido contra Hitler e contra as perseguições raciais na Europa.



publicado por LUCIANO às 19:11
Sexta-feira, 29 DE Fevereiro DE 2008

CHARLES DARWIN


Naturalista inglês (12/2/1809-19/4/1882). Nasce em Shrewsbury, no condado de Shrospshire, região oeste da Inglaterra. Aos 16 anos, começa a faculdade de medicina, onde se interessa pelo estudo da história natural. Interrompe o curso para estudar teologia em Cambridge, a pedido do pai. Mas não desiste da ciência. Graças à amizade com cientistas conceituados, participa como naturalista, em 1831, de uma expedição de volta ao mundo no navio Beagle. A viagem, promovida pela Marinha inglesa para completar dados cartográficos de seu interesse, dura cerca de cinco anos. No decorrer da viagem, obtém informações fundamentais para formular a Teoria da Evolução das Espécies. Publicada em 1859 no livro A Origem das Espécies, ela defende a tese de que o meio ambiente seleciona os seres mais aptos e elimina os menos dotados. Seguindo a própria teoria, provoca polêmica com a Igreja ao lançar a obra A Descendência do Homem, em que expõe a idéia de que o ser humano descende do macaco. Os conservadores são os que mais protestam contra ela, por não admitirem que os ancestrais da espécie humana sejam animais. Morre em Down e, por solicitação do Parlamento britânico, é enterrado na Abadia de Westminste.



publicado por LUCIANO às 19:09
Sexta-feira, 29 DE Fevereiro DE 2008

CHARLES DE GAULLE


Militar e político francês (22/11/1890-9/11/1970). Nascido em Lille, forma-se em 1912 na Escola Militar de Saint-Cyr e liga-se ao regimento da infantaria francesa. Na I Guerra Mundial, é feito prisioneiro pelos alemães. Em 1924 trabalha como assistente do Conselho Superior de Guerra. Na época, De Gaulle escreve vários livros recomendando o reforço militar da França. Em 1940 torna-se Secretário de Estado para a Defesa. No mesmo ano, quando as tropas alemãs entram na França, De Gaulle foge para a Inglaterra. De lá, conclama os franceses a resistir aos nazistas e articula a Resistência Francesa. Julgado à revelia, é condenado à morte. Em 1944, quando a França é libertada, transforma-se no chefe do governo provisório. Introduz importantes reformas, como leis sociais e direito de voto para mulheres. É eleito presidente em 1945. Hostil ao novo projeto de Constituição, que subordina os poderes do Executivo ao Legislativo, deixa a Presidência em 1946. Afasta-se da política em 1953, mas volta em 1958, durante a Guerra da Argélia. Elege-se presidente e reconhece a independência argelina em 1962. Reelege-se três anos depois. Em maio de 1968, em protesto contra o governo, estudantes e operários organizam a maior greve da história da França. Para acalmar os ânimos, De Gaulle faz concessões econômicas aos operários e liberaliza o sistema de educação superior. Em 1969 renuncia à Presidência. Morre no ano seguinte, em Colombey-les-Deux-Église.



publicado por LUCIANO às 19:07
Sexta-feira, 29 DE Fevereiro DE 2008

CHARLES DICKENS


Escritor inglês (7/2/1812-9/6/1870). Influenciado pelo romance gótico, produz obras que descrevem os horrores de asilos, orfanatos, escolas e prisões, porém com toques de humor. Charles John Huffam Dickens nasce em Portsmouth. Seu pai é preso por dívidas e, aos 12 anos, ele começa a trabalhar para ajudar a família. Retoma os estudos quando o pai salda as dívidas com uma herança. Aos 20 anos é estenógrafo do jornal True Sun e passa a escrever em 1833, lançando crônicas humorísticas em jornais com o pseudônimo de Boz. De 1836 a 1837 compõe, por encomenda, o romance de folhetim As Aventuras do sr.Pickwick. Publica Oliver Twist (1837), Nicholas Nickleby (1839), Loja de Antiguidades (1840) e Barnaby Rudge (1841), todos de cunho sentimental, exigência da publicação seriada. Viaja para diversos países, entre eles os Estados Unidos, a Itália e a França. No retorno a Londres, redige, em 1849, o autobiográfico David Copperfield. Na década seguinte, rico e admirado, publica vários livros de sucesso. Grandes Esperanças, de 1861, é considerado seu romance mais equilibrado e menos sentimental. Morre em Gad''s Hill, deixando inacabado o policial O Mistério de Erwin Drood.



publicado por LUCIANO às 19:05
Sexta-feira, 29 DE Fevereiro DE 2008

CHARLES FOURIER


Filósofo e economista francês (7/4/1772-10/10/1837). Um dos teóricos do socialismo utópico do século XIX. Nasce em Besançon, filho de um rico comerciante de tecidos. Trabalha no comércio, mas acaba falindo em 1793 e decide então alistar-se no Exército. Vive algum tempo na instituição até ser obrigado a afastar-se por problemas de saúde. Volta a trabalhar no comércio e começa a escrever sobre as questões econômicas e sociais dos franceses. Para tanto, lança o jornal O Falanstério, em 1822, depois denominado A Falange, por meio do qual passa a defender a proposta de reconstrução social baseada no idealismo de Jean-Jacques Rousseau. Sugere a criação de falanstérios para organizar a vida em comunidade. Os falanstérios, espécie de comunas de produção e moradia, deveriam abrigar cerca de 1,6 mil pessoas e não só dedicar-se à produção agrícola e industrial local, mas também dar conta das atividades lúdicas e de aprendizado intelectual. Seu projeto pregava o fim da separação entre trabalho e lazer e a adaptação da educação às inclinações e habilidades de cada criança. Também preconizava que os bens fossem distribuídos de acordo com a necessidade de cada morador e que o sexo fosse liberado de restrições morais.



publicado por LUCIANO às 19:03
Sexta-feira, 29 DE Fevereiro DE 2008

CHARLES GARNIER


Arquiteto francês responsável pelo projeto da Ópera de Paris, e de outras obras de estilo neobarroco, influencia o desenho arquitetônico de sua época. Jean-Louis Charles Garnier (6/11/1825-3/8/1898) nasce na capital francesa e ingressa na Escola de Belas-Artes em 1842. Seis anos depois ganha o Grande Prêmio de Roma e vai estudar na Itália. Vence o concurso para construir o novo teatro da Ópera de Paris em 1861. O teatro torna-se o prédio mais famoso do século XIX, na França, e seu estilo, o neobarroco, uma característica da arquitetura francesa da época a partir de então. Outro projeto do arquiteto é o Cassino de Monte Carlo (1878), também referência para os profissionais daquele tempo. Garnier projeta, ainda, um observatório em Nice e o L’Hôtel du Cercle de la Librairie, em Paris. Em 1889 apresenta a Exposição das Habitações Humanas, em Paris, na qual se baseia para escrever o livro L''Habitation Humaine, de 1892. De 1876 a 1881, publica Le Nouvel Opéra de Paris, obra que descreve seu trabalho. Morre na capital francesa.



publicado por LUCIANO às 19:00
Sexta-feira, 29 DE Fevereiro DE 2008

CHARLES MILLER

Jogador de futebol paulista. Tem papel fundamental na introdução do esporte no Brasil. Charles William Miller (24/11/1874-30/6/1953) nasce em São Paulo, filho de um escocês, ferroviário da São Paulo Railway, e de uma brasileira, dona de casa. Aos 10 anos é enviado à Inglaterra, para estudar no Banister Court School, em Southampton. Lá, começa a jogar football, e em que se destaca como centroavante. Volta ao Brasil em 1894 e traz consigo duas bolas e um uniforme completo. Trabalha na seção de almoxarifado da São Paulo Railway e nas folgas ensina futebol aos funcionários da ferrovia e de outras empresas. Em 18/11/1894 realiza a primeira partida registrada no país: um jogo entre ingleses e brasileiros da Companhia de Gás, do London Bank e da São Paulo Railway, no bairro paulistano Várzea do Carmo. Como sócio do clube dos ingleses, o São Paulo Athletic Club (Spac), consegue criar o primeiro time de clube do país. Estimula a criação de outras agremiações até que em 1902 é acontece o primeiro campeonato paulista de futebol, o mais antigo do país. O Spac é campeão e Miller, o artilheiro do torneio, com dez gols. Conquista mais dois títulos locais pelo São Paulo Athletic (1903 e 1904) e outra artilharia (1904), com nove gols. Encerra a carreira em 1910, aos 36 anos, e torna-se árbitro. Em 1927, com Victor Goddard, funda uma agência de viagens. Em 1935, com mais dez pessoas, constrói as primeiras casas no Jardim Europa, em São Paulo. Em 1944 passa a presidir o conselho deliberativo do São Paulo Athletic. Morre aos 79 anos, em São Paulo, após um infarto, sem ter realizado o sonho de ver o Brasil campeão mundial.



publicado por LUCIANO às 18:58
Sexta-feira, 29 DE Fevereiro DE 2008

CHARLES SCHULZ


Cartunista norte-americano, criador do personagem de história em quadrinhos Charlie Brown. Charles Monroe Schulz (26/11/1922-12/2/2000) nasce em Minneapolis, filho de um barbeiro, e estuda desenho por correspondência. É fã das aventuras do personagem Popeye, do desenhista E.C. Segar. As primeiras tentativas de vender a história em quadrinhos Li Folks (de little folks, gente miúda) fracassam, mas quando altera o nome para Peanuts (Minduim, no Brasil) consegue distribuí-las para o país todo por meio do United Features Syndicate. Baseada em crianças e animais que desempenham papéis de adultos, a tira aborda todos os tipos de emoção e fraquezas humanas, e a solidão é um dos temas recorrentes. O inseguro e fracassado Charlie Brown, personagem principal, e sua turma passam a aparecer em centenas de jornais e revistas do mundo inteiro. Em 1955, Schulz recebe o Prêmio Reuben Award por seus desenhos. Dois anos depois, os personagens são publicados em livros. Em 1964 ganha novamente a premiação Reuben Award. Seus desenhos viram série de TV (1965), longa-metragem e musical da Broadway (1967) e entram para a história dos quadrinhos como uma das tiras de humor mais bem-sucedidas de todos os tempos. Atualmente, são produzidos no estúdio de Schulz em Santa Rosa, Califórnia.



publicado por LUCIANO às 18:56
Sexta-feira, 29 DE Fevereiro DE 2008

CHARLIE PARKER


Saxofonista norte-americano (29/8/1920-12/3/1955). Um dos maiores improvisadores da história do jazz. Filho único de Charles e Addie Parker, nasce em Kansas City. É batizado como Charles Christopher Parker Jr. e conhecido pelos apelidos Bird ou Yardbird. Aos 13 anos, já toca o sax alto em grupos amadores. Muda-se de Kansas para Nova York em 1939. Em dezembro de 1942, entra para a big band de Earl Hines, onde conhece o trompetista Dizzy Gillespie. Lidera seu próprio grupo pela primeira vez em 1945. Em dezembro, ele e Gillespie levam seu estilo, o bebop, para Hollywood. Sobre harmonias de peças conhecidas, cria melodias totalmente novas. Um exemplo é Ornithology, baseada em How High the Moon; I''ve Got Rhythm, de George Gershwin, inspira Anthropology e Scrapple from the Apple. Alcoólatra e dependente de heroína, interna-se em um hospital de Los Angeles em 29 de junho de 1946. Volta a Nova York em abril de 1947. Começa a fase mais fértil da carreira, que vai até 1951. Tenta o suícidio por duas vezes em 1954. Apresenta-se no Birdland, uma casa nova-iorquina batizada em sua homenagem, no dia 5 de março de 1955, uma semana antes de morrer, em Nova York.



publicado por LUCIANO às 18:54

pesquisar

 

Fevereiro 2008

D
S
T
Q
Q
S
S
1
2
3
4
5
6
7
8
9

comentários recentes

  • quando cipriano sai da cadeia pq ele decide ir par...
  • Acabei de ler "As Regras do Tagame":http://numadel...
  • Boa iniciativa, a de publicar biografias relevante...
  • O Barão de Cotegipe é um grande pers...
  • este é o escultor victor brecheret, não é aldo bon...
  • Para saberem mais sobre Ledoux sigam este link:htt...
  • Caro amigo, esta "biografia" do sr.Amador Aguiar e...
  • CIRO, O GRANDE!!!!!!!!!!!!WHITE PRIDE!!!!!!!!!!!!w...
  • Muito interessante!Tenho um texto muito parecido n...
  • your blog is really good! http://sot77.blogspot.co...

Posts mais comentados

arquivos

Feedjit

Visitantes

blogs SAPO


Universidade de Aveiro