LUÍS CARLOS PRESTES


Militar e político gaúcho. Integra o alto comando da Coluna Prestes, que percorre o Brasil em protesto contra o governo, e lidera a Intentona Comunista. Luís Carlos Prestes (3/1/1898 - 7/3/1990) nasce em Porto Alegre, cursa a Escola Militar do Rio de Janeiro e é transferido para o Rio Grande do Sul. Em 1924 é um dos líderes do movimento tenentistas, formado por oficiais contrários à República Velha. Subleva sua guarnição e se encontra no Paraná com os rebeldes da revolta tenentista de 1924, ocorrida em São Paulo. Forma com eles a Coluna Miguel Costa-Prestes, que percorre 25 mil quilômetros, por 13 estados do país, propagando as idéias tenentistas de dezembro de 1924 a fevereiro de 1927. Exila-se na Bolívia e depois na Argentina, período em que entra em contato com o marxismo e o comunismo. Preso em Buenos Aires em 1930, ao sair muda-se para Montevidéu e depois para a União Soviética. Volta ao Brasil em abril de 1935, já casado com a alemã Olga Benário, e participa do movimento armado, conhecido como Intentona Comunista, que tenta derrubar Getúlio Vargas. A Intentona fracassa, e o casal é preso. Prestes é condenado a um total de 46 anos de prisão. Sua mulher é deportada para a Alemanha, sob o governo nazista, em 1936 e é morta num campo de concentração, em 1942. Antes, dera à luz a filha de Prestes, Anita Leocádia. Anistiado em 1945, Prestes assume a direção do Partido Comunista Brasileiro (PCB) e elege-se senador constituinte pelo Distrito Federal. Em 1947, o Tribunal Superior Eleitoral cancela o registro do PCB (1947) e, a seguir, extingue os mandatos dos parlamentares comunistas (1948). Prestes passa a atuar na clandestinidade. Com o golpe militar de 1964, seus direitos políticos são cassados e ele passa a viver no exílio. Em 1979 volta ao Brasil após a anistia política. Em 1980 é afastado da secretaria-geral do PCB e deixa o partido. Participa do movimento das Diretas Já (1984). Morre de leucemia, no Rio de Janeiro, e é postumamente anistiado pelo Exército e promovido a coronel.


publicado por LUCIANO às 12:46