Walter Clark


Comunicador paulista. Diretor-geral da TV Globo nas décadas de 60 a 80, período em que a emissora se torna líder de audiência. Walter Clark (14/7/1936-24/3/1997) nasce na cidade de São Paulo, no tradicional bairro da Bela Vista, e desde menino se envolve com comunicação. Seu pai conserta rádio, e a casa vive cheia de aparelhos ligados. Além disso, um de seus amigos de rua é filho do porteiro do cine Paulista e ele pode assistir aos filmes sem pagar. Em 1940, aos 12 anos de idade, a família se muda para o Rio de Janeiro. Ainda adolescente, começa sua carreira no rádio, trabalhando como apresentador. Aos 16, assiste à televisão pela primeira vez. Pouco depois ingressa na extinta TV Rio. Nessa época, sustenta a família. Faz sucesso e em 1962 é convidado por Roberto Marinho para assumir a TV Globo. Sua missão é mudar a programação, para tirar a emissora do patamar de 9% de audiência. Ele reformula a programação, investe mais em telenovelas e nos programas de jornalismo, e começa a criação do padrão Globo de qualidade em suas produções. Em apenas cinco anos a TV Globo passa a ser líder de audiência. Fica 25 anos no comando da emissora. Sai em 1987, quando é substituído por José Bonifácio Sobrinho. Escreve um livro de memórias, O Campeão de Audiência (1989), e continua a trabalhar, primeiro na TV Bandeirantes de São Paulo e, a seguir, na TV Educativa do Rio, de onde sai em 1992. Morre aos 61 anos, de insuficiência cardíaca, no apartamento em que morava sozinho no Rio, quando trabalhava em um projeto sobre a vida do músico e compositor Tom Jobim. Casado por três vezes, teve cinco filhos.

publicado por LUCIANO às 14:06