ARNO PENZIAS

Astrofísico norte-americano de origem alemã (26/4/1933-). Responsável pela descoberta da radiação térmica de fundo, que fortalece a teoria do Big Bang. Nasce em Munique, mas vive nos Estados Unidos (EUA), para onde vai com a família em 1940 para escapar do regime nazista. Obtém cidadania norte-americana em 1946. Estuda física na Universidade de Nova York e termina o doutorado na Universidade de Columbia em 1962. Passa a trabalhar em colaboração com o também astrofísico Robert Wilson na equipe de pesquisa da empresa de telecomunicações Bell Telephone Laboratories. Ao monitorar as emissões de ondas de rádio em torno da Via Láctea por meio de um radiotelescópio, ambos detectam a radiação de fundo, de microondas cósmicas, que emana das nuvens de gases que circundam o sistema galáctico. A presença da radiação corrobora, em parte, a teoria da formação do universo fundamentada numa grande explosão, ou Big Bang. Os dois cientistas recebem o Prêmio Nobel de Física em 1978. Na década de 70, Penzias continua a pesquisar a radiação de fundo em New Jersey, no departamento de ciências astrofísicas da Universidade de Princeton e na Bell Laboratories. No início da década de 80, é nomeado vice-presidente de pesquisa da empresa e depois cientista-chefe. Durante os anos 90, elabora um projeto para despertar o interesse de garotos para o estudo da ciência e da tecnologia, que passa a atender mais de 40 milhões de estudantes de 10 a 15 anos. Em 1998, após 37 anos de trabalho na Bell, Penzias aposenta-se.



publicado por LUCIANO às 05:41