Stéphane Mallarmé


Poeta francês (18/3/1842-9/9/1898). Stéphane Mallarmé é um importante nome do simbolismo na poesia francesa. Influenciado por Charles Baudelaire, valoriza o artifício de inverter a sintaxe das frases para ressaltar a dificuldade como elemento principal. Nasce em Paris e, em 1862, vai para Londres especializar-se em inglês. Volta a Paris um ano depois e funda, em 1874, a revista A Última Moda, na qual escreve sobre estética literária. Colabora no jornal Le Parnasse Contemporain, criando os poemas da primeira fase de sua carreira, influenciado por As Flores do Mal, de Baudelaire, editado na mesma época. No Parnasse mostra poemas que se tornam famosos, como A Tarde de um Fauno, cuja inversão sintática atinge a incompreensão, na opinião de editores que se recusam a lançar a obra. Em 1897 publica na revista Cosmopolis o poema Um Lance de Dados Jamais Abolirá o Acaso, considerado seu trabalho mais importante, que ocupa o espaço de uma página dupla e é composto em caracteres e tamanho de letras diferentes, podendo ser lido de inúmeras formas simultaneamente. A obra é uma metáfora da consciência e suas dúvidas e indagações. Morre em Valvi.


publicado por LUCIANO às 17:23