Miguel de Cervantes


Escritor, dramaturgo e poeta espanhol (29/9/1547-23/4/1616). Miguel de Cervantes Saavedra nasce em Alcalá de Henares e, a partir de 1569, serve como soldado na Itália. Luta contra os turcos na Batalha de Lepanto (1571), na qual perde os movimentos da mão esquerda. Em 1575 participa da expedição contra Túnis. É preso por um corsário árabe e passa cinco anos em cativeiro. De volta à Espanha, escreve, até 1587, cerca de 30 peças de teatro e o primeiro livro, A Galatea (1585). Sem êxito na literatura, passa a trabalhar como coletor de impostos. O sucesso chega com Don Quixote de la Mancha (1605), sua principal obra, que ironiza as novelas de cavalaria ao contar as aventuras e desventuras de Quixote, o personagem-título, e de seu desastrado escudeiro, Sancho Pança. Dividido entre a ilusão e a realidade, Don Quixote é considerado o símbolo do espírito idealista e aventureiro do ser humano. Já Sancho Pança é o arquétipo do lado realista e do bom senso. Antes de morrer, em Madri, redige ainda Novelas Exemplares (1613), uma série de 12 pequenas histórias, e a segunda parte de Don Quixote (1615).



publicado por LUCIANO às 11:57