MANUEL NUNES VIANA


Minerador português. É o líder da Guerra dos Emboabas, conflito que opõe paulistas, primeiros descobridores do ouro em Minas Gerais, e emboabas, portugueses e brasileiros que chegaram às minas posteriormente. Manuel Nunes Viana (?-1738) nasce na cidade de Minho. Chega jovem ao Brasil e vai morar em Pernambuco, mudando-se depois para Penedo, em Alagoas. Designado regente e mestre-de-campo do Rio São Francisco, conhece uma rica senhora que confia a ele a administração de suas terras entre o rio das Velhas e o São Francisco. Com a intensificação da exploração do ouro em Minas Gerais, parte para a região de Caeté, onde se torna um importante minerador. Em 1707 explode o conflito entre os descobridores de ouro paulistas e os portugueses pela disputa do controle sobre a exploração do minério. Líder da resistência dos portugueses, chamados de emboabas, é intimado pelos seus inimigos a se retirar daquelas terras. Sua resposta é de que só cumpriria ordens de seu soberano. Após o assassinato de um emboaba por um paulista, é aclamado por seus companheiros governador das Minas. No ano seguinte, os paulistas rendem-se com a promessa de que suas vidas sejam poupadas. São enganados pelo líder emboaba, que ordena a matança de dezenas de paulistas no local depois conhecido como Capão da Traição. Em 1710 vai para a região dos currais do São Francisco, onde é mestre-de-campo e pessoa de confiança dos governadores e capitães-generais da região. Preso em 1724 por ordem do vice-rei Vasco Fernandes César Meneses, é enviado a Portugal, onde é absolvido depois de breve processo. Recebe o hábito da Ordem de Cristo e os títulos de mestre-de-campo e capitão-mor. Retorna ao Brasil e morre na Bahia.



publicado por LUCIANO às 18:02