ANTÔNIO CALLADO


Escritor, dramaturgo e jornalista fluminense. Um dos principais romancistas brasileiros da segunda metade do século. Antônio Carlos Callado (26/1/1917-28/1/1997) nasce em Niterói e começa a carreira jornalística no Correio da Manhã. Forma-se em direito e, em 1941, muda-se para Londres, onde trabalha na BBC. Volta ao Brasil em 1947. Cobre a Guerra do Vietnã para o Jornal do Brasil em 1968. É eleito para a Academia Brasileira de Letras em 1994. Destaca-se não só pelo texto bem-cuidado como também pelo engajamento político. Em Quarup (1967), cuja história se passa entre 1954 e 1964, o autor mostra a conscientização política de um religioso. Em Bar Don Juan (1971), traça um retrato psicológico da "esquerda festiva", rótulo irônico dado às pessoas que, reunidas em mesas de botequim, esboçavam planos para a derrubada do regime militar que se havia instalado no Brasil em 1964. Reflexos do Baile (1976) é considerado sua obra-prima, e Ruy Guerra transforma Quarup em filme. É autor também de Assunção de Salviano (1954), A Madona de Cedro (1957). Para o teatro, escreveu peças como Pedro Mico (1956) e Cidade Assassinada (1957). Morre no Rio de Janeiro.



publicado por LUCIANO às 06:14