BOBBY MOORE


Capitão da Inglaterra campeã de 1966, Bobby Moore está na lista dos maiores defensores de todos os tempos. Ele guardava o gol inglês como se estivesse na camisa 1 a própria rainha Elizabeth. Foi tão bom na função que jogou 108 vezes pela Inglaterra. No principal de todos esses jogos, na final do mundial de 1966, foi o capitão. Com 25 anos aquela já era sua segunda Copa do Mundo. Robert Frederick Moore (12/4/1941-24/2/1993) nasce em Barking, Inglaterra. Figura certa no Hall da Fama das maiores estrelas do século, Moore fez quase toda a sua carreira no modesto West Ham, de Londres. Aos 17 anos, o quarto-zagueiro faz sua estréia no time de cima. Em maio de 1962, um mês antes do Mundial do Chile, Moore é convocado para fazer sua estréia na Seleção, numa goleada de 4 x 0 sobre o Peru. A segunda partida do zagueiro já era válida pela Copa do Mundo, uma fogueira para o atleta de 21 anos, porém ele não tremeu e passou a estar em todas as convocações dos 11 anos seguintes, até novembro de 1973, quando joga sua 108ª partida e deixa a Seleção, na derrota de 1 x 0 para a Itália, em Wembley. No estádio, o segundo lar de Moore, o jogador consegue a conquista da Copa da Inglaterra de 1964, a Recopa de 1965 (ambas pelo West Ham) e a Copa do Mundo de 1966. Em 1974, 26 anos após sua estréia no West Ham, troca o clube pelo Fulham, ainda menor, e consegue empurrá-lo para a decisão da Copa da Inglaterra de 1975. Ele jogaria depois nos Estados Unidos e trabalharia ainda como treinador. Aos 51 anos, Morre vítima de câncer,





publicado por LUCIANO às 09:37