JOHN HUME


Político católico norte-irlandês (18/1/1937-) Nasce na cidade de Londonderry e forma-se em história pela Universidade Nacional da Irlanda. Inicia sua atividade política em 1969, ao ser eleito para o Parlamento da Irlanda do Norte ou Ulster. Três anos mais tarde, ajuda a fundar o Partido Social-Democrata Trabalhista (SDLP). No início da década de 80, conquista uma cadeira na Câmara dos Comuns do Parlamento britânico e luta para reconciliar católicos e protestantes no Ulster. Estabelece os primeiros contatos secretos com o também católico Gerry Adams, líder do Sinn Féin (braço político do IRA, grupo terrorista católico que luta pelo fim do domínio dos ingleses protestantes). Em 1993, apresenta uma proposta de paz aos governos da República da Irlanda e da Inglaterra, que inspira, em dezembro, a Declaração de Princípios de Downing Street – esboço de plano de paz que admite o fim da divisão da Irlanda. Em razão disso, o IRA decreta cessar-fogo. Em 10 de abril de 1998, os católicos liderados por Hume e os protestantes representados por David Trimble assinam um acordo formal de paz – o Acordo da Sexta-Feira Santa. Em junho de 1998, Hume concorre às eleições para primeiro-ministro na condição de favorito, mas perde para o protestante Trimble. Ambos dividem o Prêmio Nobel da Paz de 1998, porém, o acordo é perturbado por diversos incidentes-- o pior deles é a explosão de uma bomba do IRA, em agosto de 1998, que mata 29 pessoas e fere centenas. Em julho de 2001, Trimble pede demissão do cargo de chefe do Executivo provincial em protesto pela recusa de desarmamento do Exército Republicano Irlandês e negociações entre católicos e protestantes ficam ainda mais difíceis. Em 2001, deixa a liderança do SDLP e, no ano seguinte, recebe o Prêmio Gandhi da Paz, oferecido pelo Governo da Índia. Membro do Parlamento Europeu desde seu início, em 1979, Hume anuncia em fevereiro do 2004 seu afastamento da vida parlamentar.



tags:
publicado por LUCIANO às 20:09