JOHN STEINBECK


Escritor norte-americano. Prêmio Nobel de Literatura de 1962, destaca-se pelos temas proletários e pelo uso de qualidades arquetípicas em seus personagens. John Ernst Steinbeck (27/2/1902-20/12/1968) nasce na cidade de Salinas, Califórnia. Estuda na Universidade de Stanford entre 1920 e 1926 e não chega a se formar. Começa a escrever, mas seus livros não conseguem sucesso, obrigando-o a trabalhar em uma fazenda colhendo frutas. Essa experiência o influencia muito, e a vida dos trabalhadores, em especial do campo, torna-se presente em suas histórias. Seu primeiro livro, A Taça de Ouro, é publicado em 1929, seguido por Para um Deus Desconhecido (1933). No ano de 1935 consegue algum êxito com Boêmios Errantes Flat, uma história sobre mexicanos residentes nos Estados Unidos. Seguem-se Dubious Battle (1936) e Ratos e Homens (1937). Este último ganha versão cinematográfica, o que consolida definitivamente seu nome. Sua obra mais importante, no entanto, é publicada em 1939: com As Vinhas da Ira recebe o Prêmio Pulitzer e o National Book Award. O livro – também transformado em filme de sucesso – conta a história de uma família de trabalhadores rurais que perdeu suas terras durante a Grande Depressão e parte de Oklahoma para a Califórnia, descrevendo a exploração do sistema agroeconômico. Steinbeck também é autor de Noite sem Lua (1942), A Pérola (1947), O Menino e o Alazão (1949), além do roteiro dos filmes Forgotten Village (1941) e Viva Zapata! (1952). Morre em Nova York.


publicado por LUCIANO às 12:01