MAO TSÉ-TUNG


Estadista chinês (26/12/1893-9/9/1976). Nasce em Shaoshan. Filho de fazendeiro, torna-se professor e trabalha na universidade de Beijing, onde toma contato com o marxismo. Participa, em 1921, da fundação do Partido Comunista (PCCh), em Xangai, e cria o Exército Popular de Libertação (EPL), braço armado do partido.m 1935, com a derrota do EPL para o Partido Nacionalista (Kuomintang) de Chiang Kai-shek, lidera a Longa Marcha – 90 mil comunistas refugiam-se na região norte do país, percorrendo 9,6 mil quilômetros em protesto contra o governo. Em 1937, Chiang entra em acordo com Mao para lutar contra o Japão, que invadira a Manchúria em 1931. O conflito entre os dois países continua durante a II Guerra Mundial, que se encerra com a derrota japonesa. Ao fim dela, recomeçam as lutas entre nacionalistas e comunistas. Em outubro de 1949, Mao proclama a República Popular da China e reorganiza o país nos moldes comunistas. Em 1958 adota o Grande Salto para a Frente, plano de desenvolvimento em tempo recorde, cujo fracasso o faz ser afastado do poder pelo Partido Comunista. Em 1966 recupera o poder ao lançar a Revolução Cultural, política de doutrinação ideológica da população. Com 20 milhões de jovens, forma as Guardas Vermelhas, grupo paramilitar que desencadeia perseguições políticas em escala colossal.ao reata relações diplomáticas com os Estados Unidos (EUA) e promove o ingresso do país na ONU (Organização das Nações Unidas) em 1971. Cinco anos mais tarde, morre em Pequim.



publicado por LUCIANO às 18:00