LUÍS GONZAGA DAS VIRGENS


Soldado baiano. Um dos líderes da Conjuração Baiana, também conhecida como Revolta dos Alfaiates. Luís Gonzaga das Virgens (1761-1799) nasce em Salvador. Aos 20 anos entra para a força pública e passa a servir na Companhia de Granadeiros do 1º Regimento. Deserta pela primeira vez em outubro de 1786, regressando quatro anos depois. Decide abandonar o regimento vinte dias mais tarde, mas volta em seguida. É perdoado pelo governador dom Fernando José. Em abril de 1791 deserta pela terceira vez e foge para o Rio Grande do Norte, onde conhece Manoel João da Silva, comerciante português que lhe ensina latim e rudimentos de cirurgia. Em julho de 1792 é novamente preso e levado a Salvador. É julgado no Conselho de Guerra, reconhece sua culpa e é condenado a seis anos de trabalhos forçados. Perdoado mais uma vez pelo governador, continua na força pública de 1793 a 1798. Mulato e neto de escrava, é preterido nas promoções. Cada vez mais isolado dos companheiros, passa por algumas fases místicas e começa a participar das reuniões secretas que originam a Conjuração Baiana. Apontado como um dos autores dos folhetos clandestinos que proclamam a República Baiense, é condenado e enforcado em Salvador com mais três revolucionários, na praça da Piedade: o soldado Lucas Dantas e os alfaiates João de Deus Nascimento e Manuel Faustino - todos mulatos.



publicado por LUCIANO às 12:29