LIMA DUARTE


Ator mineiro. Destaca-se por interpretar personagens que traduzem com fidelidade os costumes nacionais e o jeito de ser do povo brasileiro. Ariclenes Venâncio Martins (29/3/1930-) nasce em Sacramento, filho de um carpinteiro e de uma atriz de circo. Aos 15 anos, com a autorização do pai, resolve tentar a vida na cidade grande - viaja até São Paulo de carona, em cima de um caminhão carregado de mangas. Na capital paulista, começa a trabalhar em rádio, como dublador e sonoplasta. A convite do empresário Assis Chateaubriand, participa da transmissão de inauguração da primeira estação brasileira de televisão, a TV Tupi, em 1950. Passa a dublar em português o gato Manda Chuva, personagem de desenho animado criado pela Hanna-Barbera. Atua em minisséries e em filmes, com destaque para Sargento Getúlio, dirigido por Hermano Penna, em 1983. Mas é em novelas que seu trabalho ganha maior reconhecimento. Interpreta papéis marcantes, como o de Zeca Diabo, em o Bem Amado (1973); o de Sinhozinho Malta, em Roque Santeiro (1985); e o de Sassá Mutema, em o Salvador da Pátria (1989). Em 1997, é bastante elogiado por sua atuação no filme A Ostra e o Vento, de Walter Lima Jr., no papel de um velho faroleiro. Em 1999, grava quatro longas-metragens, com destaque para Eu, Tu, Eles, de Andrucha Waddington. Durante o ano de 2001, Lima Duarte aparece na televisão interpretando o político baiano Vitório Viana, personagem da novela das oito da rede Globo, Porto dos Milagres. Em 2002, trabalha em outra novela global, Sabor da Paixão. Em 2003, filma o drama histórico O Preço da Paz. Em 2004 participa da novela Da Cor do Pecado, e tem sua carreira homenageada no Festival de Gramado, onde recebe o Troféu Oscarito.
publicado por LUCIANO às 11:25