LAMPIÃO


Cangaceiro pernambucano. O mais famoso e mítico bandido da história do país. Virgulino Ferreira da Silva (7/7/1897-28/7/1938) nasce em Vila Bela, atual Serra Talhada. Em 1916 foge com os irmãos para o sertão e adere a um grupo de cangaceiros, depois que a perseguição a sua família por um coronel da região resulta na morte dos pais. Seu bando obtém fama pela crueldade e violência de seus assaltos. O grupo cerca e invade fazendas, vilarejos e cidades, pratica saques, estupros, incêndios e execuções sumárias. Virgulino ganha o apelido de Lampião por se gabar dos clarões - tal qual um lampião - provocados por sua espingarda nos enfrentamentos com a polícia. Conhecido também como Rei do Cangaço, atua principalmente no sertão de Sergipe e da Bahia, mas faz assaltos também de Alagoas ao Ceará. Na época da Coluna Prestes (1925-1927) é convidado pelo Padre Cícero para ajudar o governo no combate aos revoltosos. Aceita o convite, ganha o título de comandante e aproveita a oportunidade para armar melhor seus homens. Em 1929 conhece Maria Bonita, que se integra ao grupo e lhe dá uma filha, Maria Expedita. Em julho de 1938, seu bando é surpreendido por um batalhão da Polícia Militar na fazenda Angico, no sertão de Sergipe. Morrem 11 cangaceiros, entre eles Lampião e Maria Bonita. Suas cabeças são cortadas e, por quase 30 anos, expostas no Museu da Faculdade de Medicina da Bahia, até serem definitivamente sepultadas em fevereiro de 1969.


tags:
publicado por LUCIANO às 19:56