FRANCISCO DE SAN TIAGO DANTAS

Jurista e político fluminense. De grande influência no início dos anos 60, é chanceler e ministro da Fazenda no governo de João Goulart. Francisco Clementino San Tiago Dantas (30/10/1911 - 7/9/1964) nasce na cidade do Rio de Janeiro. Conclui os estudos secundários em Belo Horizonte e forma-se em direito no Rio de Janeiro. Aos 25 anos filia-se à Ação Integralista Brasileira, da qual se afasta em 1938. É um dos fundadores do jornal A Razão (1931) e da revista Hierarquia (1932). Como proprietário e diretor do Jornal do Comércio, do Rio de Janeiro, defende o monopólio estatal do petróleo e a construção de Brasília. Leciona na Faculdade Nacional de Direito da Universidade do Brasil e na Faculdade de Direito de Paris. É eleito deputado federal por Minas Gerais pelo Partido Trabalhista Brasileiro (PTB), em 1959, e dois anos depois assume o Ministério das Relações Exteriores do governo parlamentarista de João Goulart. Com San Tiago Dantas à frente da pasta, o Brasil abandona a prática de alinhamento automático com os Estados Unidos e procura um lugar entre os países não-alinhados, além de se abrir para o bloco socialista. Em 1963 ocupa o Ministério da Fazenda. Afasta-se da política com o golpe de 1964. Escreve, entre outros, os livros Problemas de Direito Político (1952) e A Educação Jurídica e a Crise Brasileira (1955). Morre no Rio de Janeiro.



publicado por LUCIANO às 19:32