FRANCIS SCOTT FITZGERALD


Escritor norte-americano (24/9/1896-21/12/1940). Considerado o principal cronista da vida da alta sociedade dos EUA nos anos 20, a era do jazz. Torna-se porta-voz da chamada geração perdida, que proclama a falência do sonho norte-americano de uma sociedade harmônica. Nascido em Saint Paul, Minnesota, filho de um fazendeiro do sul e de uma rica católica irlandesa, Francis Scott Key Fitzgerald entra para a Universidade de Princeton, que abandona para se alistar no Exército em 1917. Ao dar baixa tenta a carreira publicitária até publicar o primeiro romance, Este Lado do Paraíso (1920), um sucesso que lhe rende muito dinheiro. Em 1922 escreve Belos e Malditos. Dois anos depois parte para a França, como outros artistas norte-americanos, e leva uma vida agitada. Escreve O Grande Gatsby, que hoje é considerado sua obra-prima, mas vende pouco na época. Passa um longo período apenas fazendo textos para revistas. Em 1934 lança Suave É a Noite, outro fracasso de vendagem. De volta aos EUA, em 1937, faz roteiros para filmes de Hollywood. Enfraquecido pelo álcool, morre em 1940, após duas tentativas de suicídio em 1936. Deixa inacabado o livro O Último dos Magnatas.



publicado por LUCIANO às 20:00