EVARISTO DA VEIGA

Político, jornalista e escritor fluminense. É o autor do Hino da Independência e um dos principais opositores ao governo de dom Pedro I. Evaristo Ferreira da Veiga e Barros (8/10/1799-12/5/1837) nasce na cidade do Rio de Janeiro. Durante a infância freqüenta o Seminário de São José, mas abandona os estudos para trabalhar na livraria do pai. Em 1822 compõe a letra do Hino da Independência, que, na época, é batizado como Hino Constitucional Brasiliense. Inicia no jornalismo em 1827, como colaborador do jornal liberal Aurora Fluminense. Com o tempo torna-se o único redator do periódico, cujos assuntos principais são liberdade constitucional e de imprensa. Ganha projeção nacional pelas constantes campanhas contra o absolutismo de dom Pedro I e, em 1830, ingressa na carreira política como deputado por Minas Gerais. É reeleito três vezes para o cargo, mesmo sem nunca ter visitado a província. Participa dos movimentos a favor da abdicação do imperador, em 1831. Durante a Regência é líder do Partido Moderado. Em 1832, engajado em campanha contra os irmãos Andrada e Silva, sofre um atentado praticado por um partidário de José Bonifácio. Na ocasião é ferido com um tiro no olho esquerdo. Um dos elaboradores do Ato Adicional de 1834, Veiga apóia Diogo Antônio Feijó para a Regência Una, em 1835, mesmo ano em que publica o último exemplar do Aurora Fluminense. Em 1836 abandona a Câmara e segue em viagem por Minas Gerais. Seis meses depois retorna ao Rio de Janeiro, onde morre vítima de uma violenta febre. É patrono da cadeira 10 da Academia Brasileira de Letras.



publicado por LUCIANO às 11:04