ARISTÓFANES


Dramaturgo grego (450 a.C.?-388 a.C?). É considerado o maior representante da comédia antiga. Nasce em Atenas e, embora sua vida seja pouco conhecida, sua obra indica que teve formação requintada. Escreve mais de 40 peças, das quais apenas 11 são conhecidas. Conservador, revela hostilidade às inovações sociais e políticas e aos deuses e homens responsáveis por elas. Seus heróis defendem o passado de Atenas, os valores democráticos tradicionais, as virtudes cívicas e a solidariedade social. Satírico, critica a pompa, a impostura, os desmandos e a corrupção. Seu alvo são as personalidades influentes: políticos, poetas, filósofos e cientistas, velhos ou jovens, ricos ou pobres. Comenta em diálogos mordazes todos os temas importantes da época – a Guerra do Peloponeso entre Atenas e Esparta, os métodos de educação, as discussões filosóficas, o papel da mulher na sociedade, o surgimento da classe média. Em Lisístrata, as mulheres fazem greve de sexo para forçar atenienses e espartanos a estabelecer a paz. Na peça As Nuvens, compara Sócrates aos sofistas, mestres da retórica, e acusa o filósofo grego de exercer influência nefasta sobre a sociedade.



publicado por LUCIANO às 09:00