Simone de Beauvoir


Escritora e feminista francesa (9/1/1908-14/4/1986). Uma das principais teóricas do feminismo e personagem importante no núcleo de pensadores do existencialismo francês, por seus ensaios filosóficos e pelo estilo de vida independente. É conhecida também como companheira do filósofo Jean-Paul Sartre desde a época de estudante até a morte dele. Nasce em Paris e estuda em escolas particulares e na Sorbonne, onde se forma em filosofia e conhece Sartre. Vive de dar aulas em várias escolas e edita, com Sartre, a revista mensal Les Temps Modernes. Em suas obras de ficção, como A Convidada (1943) e Todos os Homens São Mortais (1947), aproveita para abordar questões da filosofia existencialista. Escreve em dois volumes o grande clássico da literatura feminista, o ensaio O Segundo Sexo (1949). Em Os Mandarins (1954) analisa as relações dos intelectuais com a militância política. No livro Velhice (1970) trata da indiferença social para com os idosos na sociedade atual. Escreve também livros autobiográficos: Memórias de uma Moça Bem Comportada (1958), Na Força da Idade (1960), Sob o Signo da História (1963), Uma Morte Muito Suave (1965) e Balanço Final (1972). Em A Cerimônia do Adeus (1981), descreve com realismo contundente os últimos anos de Sartre. Morre em Paris.



publicado por LUCIANO às 08:40