ANUAR SADAT

Militar e político egípcio (25/12/1918-6/10/1981). Presidente do Egito de 1970 a 1981. Primeiro líder árabe a assinar um tratado de paz com Israel. Mohamed Anuar al-Sadat nasce em Mit Abu al-Kum. Cursa a Escola Militar do Cairo e se forma oficial em 1938. Durante a II Guerra Mundial (1939-1945), o Egito é palco de combates entre o Exército britânico e tropas alemãs e italianas. Em 1942, Sadat é preso pelos ingleses sob a acusação de ajudar os alemães. Depois de dois anos, escapa da prisão. Em 1950 une-se a Gamal Abdel Nasser e participa do golpe que derruba a monarquia egípcia, em 1952. Em 1956 elege-se vice-presidente do Egito na chapa de Nasser. Reeleito em 1969, assume a Presidência no ano seguinte, com a morte de Nasser. Em outubro de 1973, junto com a Síria, inicia a Guerra do Yom Kippur contra Israel, para recuperar os territórios ocupados pelos israelenses desde a Guerra dos Seis Dias, em 1967, mas sai derrotado. Afasta o Egito da influência da União Soviética, que se havia oposto, durante o conflito, às determinações egípcias, e passa a trabalhar pela paz no Oriente Médio. Em 1977, torna-se o primeiro líder árabe a visitar Israel e a conversar com seus governantes. Desse encontro nascem os acordos de paz Camp David, em que Israel devolve o Sinai ao Egito. Pelo acordo, divide com o então primeiro-ministro israelense, Menahem Begin, o Prêmio Nobel da Paz de 1978. É assassinado no Cairo.



publicado por LUCIANO às 09:10