Tomás Antônio Gonzaga


Poeta brasileiro de origem portuguesa. Um dos principais nomes do arcadismo no Brasil. Tomás Antônio Gonzaga (11/8/1744 - 1810) nasce no Porto, filho de pai brasileiro, e estuda direito na Universidade de Coimbra. Chega a Minas Gerais em 1782 para exercer o cargo de ouvidor em Vila Rica, atual Ouro Preto. Participa do grupo de poetas que tem como mestre Cláudio Manuel da Costa, um dos fundadores do arcadismo mineiro. Entre 1788 e 1789 escreve Cartas Chilenas, poema que satiriza os atos do governador de Minas Gerais, Luís da Cunha Meneses. A jovem Maria Doroteia Joaquina de Seixas, 20 anos mais nova que ele, inspira os versos líricos de Marília de Dirceu, obra publicada em 1792. Acusado de participar da Inconfidência Mineira, em 1789, é condenado à prisão perpétua e passa três anos preso na ilha das Cobras, no Rio de Janeiro. A pena é comutada em degredo e ele embarca para Moçambique, em 1792, onde se casa com Juliana de Souza Mascarenhas, filha de um mercador de escravos, e morre anos depois.


publicado por LUCIANO às 05:04