Tancredo Neves


Político mineiro. Sua eleição para a Presidência da República pelo colégio eleitoral, em 1985, marca o fim do Regime Militar de 1964.Tancredo de Almeida Neves (4/3/1910 - 21/4/1985) nasce em São João del Rei, forma-se pela Faculdade de Direito de Minas Gerais (1932) e inicia a carreira política como vereador em sua cidade natal, em 1933. Elege-se deputado estadual em 1945 e federal em 1950. Nomeado ministro da Justiça do governo Getúlio Vargas, em 1953, renunciou ao cargo no dia da morte do presidente. No governo Juscelino Kubitschek, atua como presidente do Banco do Brasil e do Banco Nacional do Desenvolvimento Econômico (BNDE). Com a renúncia de Jânio Quadros, em 1961, é nomeado e torna-se primeiro-ministro no regime parlamentarista de 8/9/1961 a 12/7/1962. Em outubro desse ano, elege-se deputado federal. Após o golpe militar de 1964, filia-se ao Movimento Democrático Brasileiro (MDB) e elege-se para a Câmara em 1966, 1970, 1974 e para o Senado em 1978. Com o fim do bipartidarismo, torna-se um dos fundadores do Partido Popular (PP), partido que depois se fundirá ao PMDB. Em 1982, elege-se governador de Minas Gerais pelo PMDB. Sua candidatura a presidente surge como alternativa quando a emenda Dante de Oliveira, que previa o restabelecimento das eleições diretas para a Presidência, é derrotada em 25/4/1984. Elege-se em 1985, mas em 14/3/1985, véspera da posse, é internado no Hospital de Base de Brasília com dores no abdome. Dias depois é transferido para o Instituto do Coração, em São Paulo. Após ser submetido a sete cirurgias, morre no dia 21 de abril, de infecção generalizada. Em seu lugar assume a Presidência da República o vice José Sarney.


publicado por LUCIANO às 12:44