ERNESTO CHE GUEVARA


Guerrilheiro argentino (14/6/1928-9/10/1967). Ernesto Guevara De La Serna nasce em Rosario, numa família aristocrática. Com 2 anos, seus pais descobrem que é asmático e se mudam para Cordoba, onde tentam curá-lo com a prática de esportes. Em 1947 entra na faculdade de medicina, em Buenos Aires, mas antes de se formar cruza a América do Sul de motocicleta, numa viagem de dez meses que inclui Chile, Peru, Colômbia e o estado da Flórida, nos Estados Unidos. Retorna à Argentina em 1953, quando se forma médico e sai novamente em viagem. Na Guatemala onde uma revolução está prestes a explodir, trabalha como médico dos nativos. Nessa época ganha o apelido de Che e entra em contato com o marxismo. É listado como subversivo e se refugia no México. Ali conhece o exilado cubano Fidel Castro, que o convence a derrubar a ditadura de Fulgencio Batista. Em 1955, transportados pelo barco Granma, os revoltosos desembarcam em Cuba. Com a vitória da Revolução Cubana em 1959, Che passa a dirigir o Banco Nacional e o Ministério da Indústria na ilha. Em 1965 deixa Cuba e participa de guerrilhas na África e na América Latina. Defende o "foquismo", pelo qual a revolução socialista pode ser preparada com a formação de focos rebeldes em locais estratégicos. Liderando um grupo de guerrilheiros na Bolívia é capturado pelo exército boliviano, com o auxílio de agentes da CIA (Agência Central de Inteligência americana), e executado. Em 1997, seus ossos são transferidos para Cuba.



publicado por LUCIANO às 14:15