DOM JOÃO IV

Rei de Portugal. Fundador da dinastia dos Bragança, assume o trono português após sessenta anos de domínio espanhol (1580-1640), daí seu cognome "O Restaurador". Dom João IV (19/3/1604-6/11/1656) nasce em Vila Viçosa, filho de dom Teodósio II, herdeiro do ducado de Bragança, uma das casas mais ricas e respeitadas da Europa, fundada em 1461. Passa a primeira parte da vida tranqüilamente, usufruindo dos privilégios da nobreza. Herdeiro direto da coroa, é um dos nobres mais ricos de Portugal quando se casa com Luisa de Guzmán, filha do duque espanhol de Medina. Como herdeiro dos Bragança, alia-se ao movimento contra o domínio espanhol e, após a independência, recebe o trono português. Coroado rei em 15/12/1640 enfrenta logo nos primeiros anos uma conspiração de fidalgos que pretendem matá-lo e devolver o trono à Espanha. Vencida a revolta, castiga os traidores com a morte, entre eles o marquês de Vila Real, dom Agostinho Manuel e o duque de Caminha. Outro conspirador, o arcebispo de Braga, termina seus dias na prisão. Seu reinado é marcado pela guerra contra a Espanha. Ele reorganiza o exército, constrói fortalezas e desenvolve a indústria de artilharia. Também faz acordos de paz com a Inglaterra, a França e a Holanda, para obter o reconhecimento externo da independência portuguesa. Dos ingleses, consegue uma aliança duradoura, que se inicia em 1654 e envolve ajuda militar e tratamento comercial privilegiado. Expulsa os holandeses que haviam invadido a costa brasileira nessa época e retoma, na África, as possessões de Angola e São Tomé. Vence a Espanha em maio de 1644. Morre em Lisboa, com a reputação de governante hábil e prudente.



publicado por LUCIANO às 20:50