ERNESTO NAZARÉ


Compositor e pianista fluminense. Um dos primeiros e mais reconhecidos autores da música popular brasileira, considerado o criador do primeiro choro. Ernesto Nazaré (20/3/1863 - 4/2/1934) nasce na cidade do Rio de Janeiro, filho de um despachante e de uma pianista, com quem aprende a tocar o instrumento. Compõe a primeira música aos 14 anos, a polca-lundu Você Bem Sabe. Em meados da década de 1870 começa a trabalhar como pianista profissional. Em 1886 casa-se com Teodora de Meireles, a quem dedica a valsa Dora. Três anos depois lança Brejeiro, composição que introduz um novo gênero musical, o tango brasileiro. A música chega a ser gravada na França, pela banda da Guarda Republicana de Paris. Em 1898 dá seu primeiro concerto, na Intendência de Guerra do Rio. Em 1915 grava Apanhei-te, Cavaquinho, primeira música a ser apresentada sob a denominação de choro. A morte da filha, em 1917, deixa-o muito abalado. Trabalha como pianista no Cine Odeon, para o qual compõe o famoso tango Odeon, e depois ganha a vida como pianista-demonstrador em lojas de partituras. Em 1926 assiste em São Paulo a uma conferência do escritor Mário de Andrade sobre sua obra. Em 1929 sofre outro abalo com a morte da mulher. Aos 70 anos manifesta sinais de perturbação mental e é internado numa colônia para doentes mentais. Morre afogado, durante uma tentativa de fuga. Suas polcas, choros e tangos servem de tema e inspiração a compositores eruditos como Henrique Oswald, Villa-Lobos, Francisco Mignone e Radamés Gnattali. O pianista erudito Arthur Moreira Lima é hoje um especialista em sua obra.



publicado por LUCIANO às 14:03