Zico


Jogador de futebol fluminense. Ídolo do Flamengo e segundo maior artilheiro da história da seleção brasileira. Arthur Antunes Coimbra (3/3/1953-) nasce na cidade do Rio de Janeiro. Caçula dos seis filhos de um alfaiate, passa sua infância e adolescência no subúrbio de Quintino Bocaiúva. Ainda criança, joga no Juventude de Quintino, passa pelo futebol de salão do River, do Rio, e, aos 14 anos, ingressa no Flamengo. Em 1971, sobe para o time principal e, no ano seguinte, conquista o primeiro título carioca. Em 1974, chega à seleção brasileira. Ganha pelo Flamengo nove taças Guanabara, sete campeonatos estaduais, quatro brasileiros, uma Libertadores da América (1981) e um Mundial Interclubes (1981), recebendo o epíteto Galinho de Quintino. Em 1983, vai para o Udinese, da Itália, onde fica por um ano e meio. Retorna ao Flamengo e, em fevereiro de 1990, abandona a carreira. No ano seguinte, porém, torna-se consultor de futebol do Kashima, do Japão, volta aos campos e se torna ídolo do futebol japonês. Joga pelo Kashima até 1994. Participa de três Copas do Mundo e é o segundo maior artilheiro da história da seleção, com 66 gols em 89 jogos, atrás apenas de Pelé, que marcou 98 em 114 partidas. Dos 694 gols de sua carreira, 508 foram pelo Flamengo. Formado em educação física, torna-se ministro dos Esportes do governo Collor e cria a lei que permite a instalação de bingos ligados a clubes esportivos. Possui vários centros de futebol e um clube, o C.F.Z. do Rio de Janeiro. Em 2003, Zico recebe do Comitê Olímpico Brasileiro (COB) o título de melhor jogador de futebol brasileiro dos últimos 30 anos. Em 2004, como treinador da seleção japonesa, conquista a Copa da Ásia.

publicado por LUCIANO às 13:35