LEONEL BRIZOLA


Político gaúcho. Um dos principais líderes da esquerda trabalhista no Brasil.Leonel de Moura Brizola (22/1/1922-21/6/2004) nasce em Carazinho. De família pobre, trabalha como engraxate e ascensorista. Forma-se em engenharia em 1949. No ano seguinte, casa-se com Neuza Goulart, irmã de João Goulart, futuro presidente da República. Seu padrinho é o então presidente Getúlio Vargas. Filia-se ao Partido Trabalhista Brasileiro (PTB), é deputado federal em 1954 e, no ano seguinte, prefeito de Porto Alegre. Eleito governador do Rio Grande do Sul em 1958, estatiza empresas multinacionais e inicia o processo de reforma agrária. Após a renúncia de Jânio Quadros (1961), chefia a campanha cívica exigindo a posse do vice-presidente João Goulartque os militares queriam impedir e que resulta na adoção do parlamentarismo. Em 1962, elege-se deputado federal pelo estado da Guanabara, sendo o candidato mais votado do país. Resiste ao Regime Militar de 1964 e é cassado. Exila-se no Uruguai, de onde é expulso em 1977. Muda-se para os Estados Unidos e, em seguida, para Portugal. Com a anistia de 1979, regressa ao Brasil e volta a ter destaque como líder oposicionista. Tenta reorganizar o PTB, mas perde a sigla numa disputa com outros trabalhistas na Justiça Eleitoral. Funda então o Partido Democrático Trabalhista (PDT), pelo qual se elege governador do Rio de Janeiro em 1982 e em 1990. É candidato derrotado à Presidência da República em 1989 e em 1994, quando teve Darcy Ribeiro como candidato à vice, em 1998, como candidato à Vice-Presidência na chapa de Luiz Inácio Lula da Silva, na eleição para a prefeitura do Rio de Janeiro (2000) e para senador (2002). Em 2003 rompe com Lula, fazendo oposição a sua política, que considera uma continuidade do governo anterior, de Fernando Henrique Cardoso. Falece em 2004, vítima de um infarto.
publicado por LUCIANO às 11:54