JOSÉ ÁLVARES MACIEL


Intelectual mineiro. Um dos conspiradores da Inconfidência Mineira, julgado e condenado ao degredo perpétuo. José Álvares Maciel (1760-1802) nasce em Vila Rica, atual Ouro Preto. Filho de um capitão-mor, desde cedo liga-se à maçonaria. Forma-se em filosofia pela Universidade de Coimbra e passa um ano e meio estudando química e mineralogia em Londres. No final da década de 1780 começa a participar de reuniões de conspiração contra o sistema colonial português, nas quais destacam-se intelectuais e poetas de reconhecimento nacional, como Claúdio Manuel da Costa, Tomás Antônio Gonzaga e Alvarenga Peixoto, todos também formados em Coimbra. É a primeira pessoa a ser convencida por Tiradentes da possibilidade de proclamar a independência da metrópole. Após a vitória da conspiração, ficaria encarregado de chefiar a fabricação de manufaturas no país independente. Com a prisão dos inconfidentes, inicialmente nega sua participação na conjuração. Em seu segundo depoimento afirma que Tiradentes fora o idealizador do movimento separatista. Condenado à morte, tem a pena comutada em degredo, partindo para Angola em 1792. Lá fica amigo do governador, passando a explorar minas de ferro, e se torna dono das mais importantes fábricas de fundição da região. Morre na Vila de Massangano, nos arredores de Luanda.



publicado por LUCIANO às 11:30