Senador Vergueiro


Advogado e político português. Partidário dos movimentos de independência do Brasil e da abolição da escravatura, é pioneiro no emprego de imigrantes europeus na lavoura.Nicolau Pereira de Campos Vergueiro (20/12/1778-17/9/1859) nasce na região de Bragança e estuda direito na Universidade de Coimbra, em Lisboa, de 1796 a 1801. Muda-se para o Brasil em 1803 e fixa residência em São Paulo, onde se dedica à advocacia. Em 1807 recebe uma sesmaria em Piracicaba e se estabelece na cidade. Ocupa o cargo de juiz e elege-se vereador. Abandona a advocacia alguns anos mais tarde para dedicar-se à lavoura do café. Eleito em 1822 deputado às Cortes de Lisboa, recusa-se a assinar a Constituição portuguesa com outros constituintes brasileiros. Volta ao Brasil depois da proclamação da independência e elege-se deputado à Constituinte em 1823. Dissolvida a Assembléia, por ato de dom Pedro I, é preso com os irmãos Andrada e demais deputados. Depois de libertado, aceita a Carta outorgada. Elege-se em seguida para a Câmara dos Deputados e, em 1828, é nomeado senador por Minas Gerais. É um dos membros da Regência Trina Provisória, instituída em 1831, e manda libertar os escravos do serviço público. Emprega trabalhadores livres em suas fazendas e torna-se responsável pela entrada no país de cerca de 3 mil colonos europeus no decorrer da década de 40 para trabalhar nas grandes propriedades de café. Participa do movimento pela Maioridade em 1840 e, dois anos depois, destaca-se como um dos chefes da revolução liberal de São Paulo. Derrotado o movimento, é preso e processado. Volta ao poder em 1847, como ministro. Reassume a vaga no Senado e morre no Rio de Janeiro.



publicado por LUCIANO às 12:35