EMILIANO ZAPATA


Revolucionário mexicano (8/8/1879-10/4/1919). Nasce na cidade de San Miguel de Anenecuilco, no estado de Morelos. Filho de índios, inicia-se desde cedo na militância política, lutando contra as injustiças sofridas por seu povo. Em 1908 assume a liderança do movimento dos camponeses indígenas pela reforma agrária no país e, em 1910, forma um exército, com o qual promove operações de guerrilha contra os proprietários das fazendas de açúcar dos estados de Guerrero e Morelos. Conquista o sul do México pregando a rebelião contra o ditador Porfirio Díaz e contra os grandes proprietários. Aliado a Pancho Villa, ajuda o liberal Francisco Madero a derrubar Díaz, na Revolução Mexicana, a primeira revolução popular do século XX. Descontente com a demora na restituição de terras aos camponeses, em 1913 rompe com Madero e comanda uma revolta sob o lema "Terra e Liberdade". Ocupa a Cidade do México por três vezes entre 1914 e 1915. Volta-se contra os sucessores de Madero na Presidência, os generais Victoriano Huerta e Venustiano Carranza, que chegaram ao poder com sua ajuda mas fracassaram na realização da reforma agrária. Com a cabeça a prêmio, é assassinado por um adepto de Carranza, em Cuernavaca. Inspira a criação, em 1994, do Exército Zapatista de Libertação Nacional (EZLN), grupo de camponeses indígenas que se rebela contra o governo em Chiapas, no sul do país, num impasse que dura até hoje.



publicado por LUCIANO às 19:53